O sentido dos sentidos

A criança interage com o meio por meio de um sistema integrado composto por múltiplas linguagens, o que permite a ela apropriar-se do mundo. E como se dá esse “fenômeno”? Primordialmente através dos sentidos.

Antes que possa entender e manifestar algo a respeito do ambiente que a cerca, a criança sente. E isso se dá com o corpo inteiro! Por isso o toque é tão importante. Sentir-se amada, desejada se dá pelo aconchego, pela delicadeza, pelo tom de voz de quem dela cuida. Além de ser tocada, também ela toca em superfícies diversas, em diferentes texturas, de objetos, alimentos, tecidos, materiais feitos pelo homem ou fornecidos pela mãe natureza.

A construção da identidade se faz entrelaçado com o desenvolvimento afetivo. O desenvolvimento motor e as demais habilidades que transformam o bebê em uma criança curiosa estão intimamente relacionadas com as ofertas que proporcionamos.

No Berçário elas são numerosas, prazerosas, interessantes, abrem novas possibilidades, não se esgotam jamais.

Que gosto tem uma melancia geladinha?

Que cheiro tem a grama depois da chuva?

A mexerica é mais saborosa ou mais cheirosa?

Os objetos pendurados no teto são interessantes por serem coloridos ou por que produzem sombras que se mexem?

O que brilha? O que ilumina?

Que barulho é esse? Foi o chocalho que caiu no chão? Foi uma trovoada?

Quem música é essa? Uma língua desconhecida, um ritmo que mexe com o corpo sem esforço...

A criança vive imersa em impressões sensoriais: frio, calor, fome, dor, entre outros. Isso está dado! De acordo com as etapas do seu desenvolvimento, ela reconhece e compreende o que está ao seu redor, fazendo uso dos cinco

sentidos: paladar, olfato, visão, tato e audição. Então, proporcionamos a elas múltiplas vivências, planejadas com o intuito de responder a perguntas semelhantes às descritas acima. Dessa maneira nossos bebês vão exercitando todos eles, juntos e misturados, o que certamente proporciona o autoconhecimento e o conhecimento de mundo.

 

PROFESSORAS NEIA, CICI, ROSEANE E ROSILDA 

peca.png
peca.png