Galeria das memórias presas

Como queremos e como podemos viver este momento?

Que memórias construiremos sobre esta experiência de confinamento?

Essas foram as perguntas disparadoras do trabalho intitulado Memórias do Confinamento, proposto pela professora de Língua Portuguesa, Luciana Soares, para o Ensino Médio, às vésperas das férias confinadas, antecipadas para o mês de Maio de 2020, em razão do isolamento de contenção da pandemia de Covid-19. O trabalho propunha que os alunos se ocupassem das memórias que estavam por ser criadas e as registrassem através da linguagem que melhor as representasse (foto, vídeo, áudio, texto escrito, etc.).

O objetivo geral do trabalho era “construir um significado saudável para a experiência [de isolamento] através de uma narrativa sobre ela”. Para realizar esse trabalho, os alunos poderiam refletir sobre o seu dia a dia ou sobre o que estava acontecendo ao seu redor. Assim, seria criada uma memória que não ficaria apenas na cabeça, mas que se manifestasse de alguma forma concreta: essas memórias, compartilhadas com a turma, não seriam apenas pessoais. E agora compartilhamos com todos aqueles que participarem da Imaginar-te.

Portanto, este é um memorial de Memórias Presas. Uma coletânea dos registros dos alunos do 1º e 3º anos do Ensino Médio, ou seja, de quem acabou de chegar e de quem está por sair. Organizado por temática e por tipo de registro. Esperamos que possam mergulhar no nosso trabalho e capturar suas próprias memórias presas.

 

PROFESSORAS E PROFESSORES DO ENSINO MÉDIO 

peca.png
peca.png